Revista Amarello #41: Fagulha

R$40,00

“Quando questões importantes rompem suas bolhas, o novo se faz.”

Em sua edição Fagulha, a Amarello faz um convite para que estejamos atentos ao novo e ao diferente como caminhos para a transformação.

Em estoque

  

Vinte e dois anos passados do início do século XXI e já conseguimos elaborar, enxergando com distanciamento, o que foram as últimas décadas. E para onde as décadas futuras apontam.

Vivemos um importante momento de transição. Fazemos parte de uma revolução sociocultural sem precedentes, com o acesso irrestrito à internet e os avanços da tecnologia.

A Internet surgiu como promessa para a comunicação, os negócios e as relações humanas. Depois de décadas, as redes sociais nos transformaram em produtos e nos adoeceram com seu fluxo insano de informação, alcance e estímulos visuais. Lado obscuro de uma ferramenta que, da mesma forma, tornou público, e ao alcance de muitos, debates importantes, antes restritos a nichos de vivências, interesse e privilégio.

É neste lugar que acredito encontrar a fagulha do nosso tempo. Quando questões importantes rompem suas bolhas, o novo se faz. Através da escuta do que é novo para você, do que não te pertence, do que é diferente de nós e daquilo que não nos é habitual, vemos nascer a faísca revolucionária que nos tirará do limbo humanitário em que vivemos há décadas.

Essa edição é uma reflexão da importância do tempo em que vivemos. É um chamado para que nossos olhos estejam abertos, conscientes, em resposta aos últimos anos, delicados e desafiadores.

Que o trepidar da fagulha de hoje abra caminhos mais luminosos em um futuro próximo.
– Tomás Biagi Carvalho

——————<3

“É neste lugar que acredito encontrar a fagulha do nosso tempo. Quando questões importantes rompem suas bolhas, o novo se faz.”

FAGULHA
Amarello número 41

Índice:
Poemas inéditos, por Carola Saavedra
Amarello Visita: Antonio Kuschnir, por Poli Pieratti
A diversidade e os seus meios, por Vinícius Portella
Entre a Kitanda e o Samba, por Pâmela Carvalho
Sujar de tinta: Mulambö e a arte de mergulhar no cotidiano, por Luísa Kiefer
O clima de mudança nos impossíveis possíveis, por Marcele Oliveira
O amor está sempre por florescer, por Pérola Mathias
Cuidado com a língua, por Rafael Julião
Os 10 anos da Lei de Cotas, por Natália de Sena Carneiro e Thiago Percides Pereira
As estátuas também vivem, por Rodrigo de Lemos
Pinball ou horror vacui, por Rafael Alonso
Diversidade e inclusão em instituições e museus: um debate necessário, por Viviana Santiago
A distopia como representação do real no cinema brasileiro atual, por Daniel Feix
Insurreição perante a aniquilação: fagulhas de um novo tempo, por Aldones Nino
Dois e dois são dois: André Lara e Lucas Nobile
Itcoisa: Fogos Caramuru, por Raphael Nasralla

Revista Amarello

O Amarello é um coletivo que acredita no poder e na capacidade de transformação individual do ser humano. Um coletivo criativo, uma ferramenta que provoca reflexão através das artes, da beleza, do design, da filosofia e da arquitetura.

Um instrumento também a serviço do debate, do Brasil, do contraditório, do dissenso – para que, assim, as pessoas enriqueçam suas próprias realidades.

Peso 0.355 kg
Dimensões 20 × 1 × 24 cm
Título

Revista Amarello #41: Fagulha

Editora

Revista Amarello

Desenho gráfico

Tomás Biagi Carvalho

Edição

Ano

2022

Local de produção

São Paulo . Brasil

Idiomas

Português

Tipo de encadernação

Brochura

Páginas

144

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.

SKU: AMA-00011 Categoria: Tags: , , ,
Updating…
  • Nenhum produto no carrinho.